McLaren 600LT Spider despede-se com edição especial

A McLaren prepara-se para se despedir do 600LT Spider, com uma edição especial, chamada “Segestria Borealis”, de apenas 12 unidades. Descapotáveis que receberam o tratamento especial da “McLaren Special Operations” (MSO), com alterações estéticas, no mínimo, intrigantes.

A McLaren está reformar o modelo 600LT Spider, embora, não sem antes de lhes dar, o tratamento especial do seu departamento de personalização, MSO.   Estas últimas 12 unidades, chamadas McLaren 600 LT Spider Segestria Borealis by MSO, revestem-se de alterações estéticas bastante peculiares, que vão buscar a inspiração às aranhas da espécie segestria florentina arachnid.
Desta forma, esta dúzia de descapotáveis McLaren 600LT, passam a revestir-se da cor que tenta imitar os tons dominantes no aracnídeo.  Batizada com o nome de “Borealis Black”, esta cor tem como tom predominante o preto, embora e dependendo do ângulo e da luz, sobressaiam igualmente cores como o verde, o lilás e vermelho escuro.

No entanto e sendo uma obra também da MSO, a cor não é a única característica desta personalização especial. Além do Preto iridescente, foram aplicadas listas com o tom “Napier Green”, que é essencialmente uma espécie de verde florescente. E que sobressai em múltiplas zonas da carroçaria, inclusive, nas pinças dos freios, no difusor traseiro, nos para-choques frontais e nas saias laterais. 
Outro pormenor, ainda mais peculiar, são as representações gráficas de teias de aranha, localizadas no retrovisores e no spoiler traseiro. Também na cor “Napier Green”.  Edição especial de despedida, este McLaren 600LT Spider não se destaca, apenas, pela personalização exterior, já que, também o habitáculo, recebeu a atenção da MSO.

Aliás, também no interior, a temática da aranha venenosa continua, com o interior das portas e os tapetes revestidos a recebem costuras e aplicações na referida cor verde.  Ainda nos assentos e nos encostos de cabeça, destaque para o desenho a representar a teia da aranha, também no mesmo tom. 

A par destes pormenores estéticos, o Mclaren 600LT Spider Segestria Borealis recebe ainda o MSO Clubsport pack, sinónimo de parafusos das rodas em titânio, além de spoiler frontal e saias laterais em fibra de carbono.  Também em fibra de carbono, foram construídos múltiplos acabamentos interiores, incluindo, os bancos. 
Para além do “Clubsport pack”, esta edição limitada também conta com um sistema de som da Bowers & Wilkins, com 12 colunas, sensores de estacionamento traseiro, um sistema hidráulico que levanta o eixo dianteiro, além de software que grava e analisa voltas em pista.

Finalmente e em termos da mecânica, este Mclaren 600 LT Spider Segestria Borealis manteve o já conhecido V8 twin-turbo de 3.8 litros, com 592 cv.

Assim como, claro, a mesma caixa automática de 7 velocidades, que, em conjunto com o propulsor, permite que este super-desportivo atinja os 100 Km/h, em apenas 2,8 segundos.

Já disponível, esta edição final do Mclaren 600LT Spider tem o preço de 250.947 euros.
Por: Revista Turbo

Postagens mais visitadas deste blog

Nova Toyota Hilux 2021

Toyota Corolla Cross: novos flagras dão base para projeções do futuro SUV nacional

O mistério do Suzuki Jimny de 5 portas que ninguém viu