Bugatti Centodieci presta tributo ao icónico EB110

Com um preço de 8 milhões de euros, esta edição limitada a 10 unidades celebra os 110 anos da marca e presta homenagem ao Bugatti dos anos 90. 

Em 1991, a Bugatti lançava o modelo EB110, um automóvel que marcou o renascer da marca e que se tornou num ícone desta década. Com um chassis inovador em fibra de carbono e um monstruoso V12 3.5 l quad-turbo de 553 cavalos, o EB110 tornava-se assim o carro de produção mais rápido da história – recorde que viria a ser quebrado pelo lendário McLaren F1.

Passados quase 30 anos, eis que chega o Centodieci, o tributo ao icônico super carro dos ano 90 que, tal como o seu antecessor, apresenta com um nível de potência impressionante. Equipado com uma versão refinada do motor 8.0 l W16 do Bugatti Chiron, o Centodieci precisa apenas de 2,4 s para acelerar dos 0-100 km/h, e 13.1 s par atingir os 300 km/h. A velocidade máxima foi eletronicamente limitada aos 380 km/h.

Apresentado durante a ‘Monterey Car Week’, festival onde se insere o concurso de elegância de Pebble Beach, na Califórnia, este Bugatti Centodieci tem um preço de 8 milhões de euros, numa série limitada a 10 unidades. Ainda que o preço deste automóvel seja astronômico, fica longe dos 16,5 milhões de euros que terão sido pagos, na aquisição da ‘Voiture Noire’, o carro novo mais caro da história.


Postagens mais visitadas deste blog

Nova Toyota Hilux 2021

Toyota Corolla Cross: novos flagras dão base para projeções do futuro SUV nacional

O mistério do Suzuki Jimny de 5 portas que ninguém viu