Pular para o conteúdo principal

Bugatti Chiron Divo


Apesar de ter menor velocidade de ponta, esta edição limitada a 40 unidades promete ser mais veloz pois, ao aumentar o downforce, consegue lidar melhor com as mudanças de direção. Este é o Chiron que custa cinco milhões de euros, o Bugatti Chiron Divo.

A barbatana que se estende até à traseira é a principal novidade do Divo, que passa a conseguir atingir os 1.6G em acelerações laterais, contra os anteriores 1.5G. Mas existem muitas outras alterações, que começam logo na dianteira, totalmente redesenhada. Além de passar a contar com esguias luzes de apenas 35mm de altura, a que se juntaram também as entradas de ar de dimensões superiores.  Existem ainda novas aberturas ao longo da carroçaria, que estão colocadas no capot, nas laterais para a refrigeração dos travões e também no teto.


Na retaguarda, o destaque vai para o incremento em 23% do tamanho da asa de atuação hidráulica, que tem 183cm de comprimento. Para a imagem também contribui a grelha traseira, parcialmente criado com recurso à impressão 3D, e onde se pode ver uma faixa bastante trabalhada para os grupos óticos. E, ao centro, temos na parte inferior as quatro poderosas e imponentes saídas de escape.


A bordo é destacada a divisão bem demarcada entre o lugar do condutor e aquele reservado ao passageiro do Bugatti Chiron Divo, de forma a deixar muito claro que a única coisa com que o homem ao volante tem de se preocupar é com a estrada em frente. E, para que ele fique bem agarrado enquanto lida a velocidades superiores com as curvas, foram integrados novos bancos com mais suportes laterais. Para este modelo as linhas de produção de Molsheim também vão ter de fabricar novos revestimentos parciais em alcantara para o volante com patilhas. Para o exterior, é destacada a nova combinação cromática que acentua os elementos aerodinâmicos através de acabamentos em tons azuis.



A marca continua a confiar das impressionantes capacidades do W16 8.0l de 1500cv e 1600Nm, equipado com quatro turbos e que canaliza a potência através de uma transmissão de sete velocidades. Demorando apenas 2,4 segundos para chegar aos 100km/h, a sua velocidade de ponta está situada num impressionante registo de 380km/h. O que, significa que o Bugatti Chiron Divo tem um registo máximo neste campo que é consideravelmente inferior em relação à edição original.

Mas, por ser feito para as curvas, ao gerar mais 90kg de carga aerodinâmica, acaba por alcançar um compromisso que o torna mais rápido quando se está a conduzir. Algo para que também contribui o comportamento mais direto da direção e suspensão, revistas pelo fabricante.  Isso mesmo ficou comprovado no Circuito de Nardo, onde ele demorou menos oito segundos por volta que o original. Ou seja, menos é mais no Bugatti Chiron Divo, a não ser que encontre uma estrada apenas com retas…

Mais visitados

BMW 320i 2019

A nova BMW 320i 2019 chega às lojas com novidades e mudanças, graças a nova geração. A série 3 da BMW, é a linha de entrada dos carros de luxo dos modelos sedan da montadora alemã BMW, e está sendo produzida já há seis gerações. Mas o mais curioso da BMW série 3, é que os carros que a compõem vão desde o sedan mais comum como é mais conhecido no Brasil, a BMW 320i, até um carro com performance esportiva que também compõe a linha ”M” da BMW, que é a linha esportiva da montadora, a BMW M3.

A BMW 320i, é um sedan muito desejado, até mesmo na sua geração anterior que por ter um preço menor, é procurado pelos clientes para que possam ter o prazer de dirigir uma BMW.
Na nova BMW 320i 2019, o motor vai ficar mais potente, que assim como a BMW X1, terá versões com o xDrive, que é a tração 4×4, e nos modelos sem esse recurso, a tração será traseira, uma ótima notícia para um carro como esse. O modelo 2019 também terá uma carroceria completamente diferente, mais leve, e mais aerodinâmica, garantin…

Bugatti Veyron

O Bugatti Veyron Super Sport não é o carro de produção mais rápido do mundo. De acordo com o Guinness World Records, o modelo infringiu uma regra quando quebrou o recorde, em 2010. É que o modelo vendido pela marca é diferente do modelo que atingiu os 431 km/h. Para o público, o carro é oferecido com um limitador de velocidade, que restringe a velocidade máxima em 415 km/h. “Como o limitador de velocidade do carro foi desativado, esta modificação foi contra o regulamento oficial. Consequentemente, o recorde de 431,072 km/h não é mais válido”, declarou Jaime Strang, diretor de relações públicas do Guiness, ao jornal britânico The Sunday Times. Já a Bugatti discorda da decisão e disse que os carros são equipados com limitador de velocidade apenas por segurança. 
O Hannessey Venom GT deverá assumir o posto de carro de produção mais rápido do planeta. O esportivo alcançou a marca de 427 km/h em fevereiro e foi, inclusive, com este número que a preparadora entrou com um pedido oficial reivi…

Mitsubishi Outlander PHEV renova-se para 2019

Disponível no mercado brasileiro somente com motorizações a gasolina e turbodiesel, o Mitsubishi Outlander conta com uma configuração híbrida de carregar na tomada há mais tempo no ativo acaba de se renovar, mas por enquanto só lá fora. À renovação conta com novos faróis de nevoeiro e uma grelha com maior personalidade, mas no entanto, a renovação é mais profunda do que parece. Há um novo motor 2.4 a gasolina, agora com ciclo Atkinson, e um novo motor elétrico no eixo traseiro. O motor elétrico dianteiro mantém-se inalterado. Toda a eletrónica foi revista com o objetivo de melhorar a experiência de condução. A suspensão também foi afinada, tal como a direção, agora mais ligeira e agradável de utilizar em cidade. Uma nova bateria com 13,8 kWh aumenta a velocidade máxima do modo EV para os 135 km/h e permitindo uma autonomia de 35 km no modo elétrico. Dados de potência, torque e desempenho, porém, ainda não foram divulgados.A nova linha do crossover híbrido da Mitsubishi será apresentada …

Suzuki New Jimny será apresentado no salão do automóvel

A chegada da nova geração não aposenta o modelo atual - eles vão conviver no mercadoEnquanto isso não acontece, o novo Jimny (que ainda não foi lançado em nenhum mercado do mundo) deverá ser oferecido como importado.
Segundo fontes, o jipinho deve ser apresentado no Brasil no Salão do Automóvel, em novembro.

Sua chegada não aposenta o modelo atual (foto).

O plano da fábrica é manter os dois modelos 4×4: um como Jimny e outro como New Jimny. 

A produção em Itumbiara havia sido encerrada em 2015 em uma reestruturação da empresa. 

À época, a linha de montagem foi transferida para a fábrica da Mitsubishi, em Catalão, a 207 km dali.

BMW Série 3 2019

A nova BMW 320i 2019 chega às lojas com novidades e mudanças, graças a nova geração. A série 3 da BMW, é a linha de entrada dos carros de luxo dos modelos sedan da montadora alemã BMW, e está sendo produzida já há seis gerações. Mas o mais curioso da BMW série 3, é que os carros que a compõem vão desde o sedan mais comum como é mais conhecido no Brasil, a BMW 320i, até um carro com performance esportiva que também compõe a linha ”M” da B
A BMW inovou na série 3, já que foi o primeiro carro da série a usar o sistema de direção elétrico, e um motor de três cilindros com turbocompressor. Em 2019 vai chegar no mercado um conceito bem renovado da nova BMW SÉRIE 3 2019, já que esse é o ano que a nova sétima geração do carro chegará ao mercado, e está gerando muitas expectativas principalmente no mercado norte-americano onde a novidade deve chegar mais cedo, o mercado onde a BMW lançou o carro para retomar a supremacia no mercado dos sedans médios de luxo. Nos Estados Unidos a nova geração do …