Pular para o conteúdo principal

Mercedes-AMG C63

Os modelos Classe C são os mais vendidos da Mercedes-AMG, pelo que, para manter este sucesso, a marca renovou as propostas C 63 e C63S. Disponíveis nas variantes Cabriolet, Coupé, Limousine e Station, os automóveis apresentam um habitáculo retocado e contemplam alterações estéticas a nível do exterior. Os diferentes níveis de potência, de 477cv e 510cv, ficam a cargo do motor biturbo V8 de 4.0l. As novidades serão lançadas no mercado europeu em novembro.

No que respeita às alterações estéticas, os Mercedes-AMG C63 renovados incorporam uma redesenhada grelha do radiador, que “destaca a identidade da marca e realça uma aparência musculada”, um pára-choques dianteiro retocado e uma traseira renovada graças, entre outros detalhes, à remodelação dos revestimentos das duplas ponteiras de escape. Estas são apenas algumas das alterações presentes nos modelos, que foram alvos de otimizações a nível aerodinâmico, enfatiza o fabricante germânico.

Para o habitáculo, a receita das renovações passou pela inclusão de um painel de instrumentos totalmente digital, com os “inconfundíveis ecrãs” da Mercedes e a nova geração de volantes AMG. A especificação de série inclui o equipamento clássico desportivo com revestimento preto dos bancos em pele sintética Artico/microfibra Dinâmica, combinado com o acabamento lacado preto/alumínio de grão longitudinal fino. Os clientes poderão escolher os opcionais de revestimento em madeira porosa de carvalho com acabamento em antracite, madeira porosa de nogueira, entre outras combinações. Os opcionais bancos AMG Performance incluem várias funcionalidades, como é exemplo a climatização.

Como referido, o motor escolhido para alimentar todas as variantes do C63 e C63s foi o bloco biturbo V8 de 4.0l. Nas versões C63, este propulsor desenvolve 476cv e 650Nm de binário, números que ascendem aos 510cv e aos 700Nm de binário nas versões C63 S.


Mais visitados

BMW 320i 2019

A nova BMW 320i 2019 chega às lojas com novidades e mudanças, graças a nova geração. A série 3 da BMW, é a linha de entrada dos carros de luxo dos modelos sedan da montadora alemã BMW, e está sendo produzida já há seis gerações. Mas o mais curioso da BMW série 3, é que os carros que a compõem vão desde o sedan mais comum como é mais conhecido no Brasil, a BMW 320i, até um carro com performance esportiva que também compõe a linha ”M” da BMW, que é a linha esportiva da montadora, a BMW M3.

A BMW 320i, é um sedan muito desejado, até mesmo na sua geração anterior que por ter um preço menor, é procurado pelos clientes para que possam ter o prazer de dirigir uma BMW.
Na nova BMW 320i 2019, o motor vai ficar mais potente, que assim como a BMW X1, terá versões com o xDrive, que é a tração 4×4, e nos modelos sem esse recurso, a tração será traseira, uma ótima notícia para um carro como esse. O modelo 2019 também terá uma carroceria completamente diferente, mais leve, e mais aerodinâmica, garantin…

Novo Suzuki Jimny

Pequeno. Ágil. Endiabrado, no bom sentido. São alguns dos adjetivos que descrevem na perfeição o mais pequeno jipe da Suzuki. Jipe e não SUV Chassis de longarinas, carroçaria separada, eixos rígidos, redutoras, no fundo, o que se espera de um jipe puro e duro concentrado em menos de quatro metros de comprimento. É tão compacto e leve que lhe chega um motor a gasolina 1.5 com 102 cv para se aventurar em caminhos onde um Toyota Land Cruiser não chega… por ser demasiado volumoso para manobrar entre os obstáculos. O motor a gasolina é o único disponível, tal como a carroçaria de três portas. As transmissões variam entre as cinco velocidades da caixa manual e as seis da automática. Entre os diversos equipamentos encontram-se o inevitável espelho para smartphones ou sistemas de segurança e apoio à condução, como o reconhecimento de sinais de trânsito, uma estreia na Suzuki. O novo Jimny já chegou aos concessionários da Suzuki e os interessados não devem perder tempo com a encomenda. Devido à …

Bugatti Veyron

O Bugatti Veyron Super Sport não é o carro de produção mais rápido do mundo. De acordo com o Guinness World Records, o modelo infringiu uma regra quando quebrou o recorde, em 2010. É que o modelo vendido pela marca é diferente do modelo que atingiu os 431 km/h. Para o público, o carro é oferecido com um limitador de velocidade, que restringe a velocidade máxima em 415 km/h. “Como o limitador de velocidade do carro foi desativado, esta modificação foi contra o regulamento oficial. Consequentemente, o recorde de 431,072 km/h não é mais válido”, declarou Jaime Strang, diretor de relações públicas do Guiness, ao jornal britânico The Sunday Times. Já a Bugatti discorda da decisão e disse que os carros são equipados com limitador de velocidade apenas por segurança. 
O Hannessey Venom GT deverá assumir o posto de carro de produção mais rápido do planeta. O esportivo alcançou a marca de 427 km/h em fevereiro e foi, inclusive, com este número que a preparadora entrou com um pedido oficial reivi…

Citroën C4 Cactus de entrada terá rodas de aço e câmbio manual

O Citroën C4 Cactus segue em testes às vésperas do lançamento no Brasil Sem sensor de estacionamento ou faróis de neblina, versão Live recebeu motor 1.6 16V aspirado com até 122 cv e câmbio manual de cinco marchasA unidade tem rodas de aço, calotas com acabamento cinza, rack de teto simplificado, maçanetas e capa dos espelhos sem pintura e também fica devendo os faróis de neblina no para-choque.Só que a principal novidade em relação à versão topo de linha será o motor 1.6 16V aspirado flex com até 122 cv e 16,4 mkgf – o mesmo que equipa C3 e Aircross, além dos Peugeot 208 e 2008. Segundo o Inmetro, essa configuração com câmbio manual de cinco marchas tem nota C de eficiência energética, com médias de 11 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada (ambas com gasolina). Por Quatro Rodas

Mitsubishi mostra novo Pajero Sport e Eclipse Cross no salão doAutomóvel Sp

Além de novidades como Eclipse Cross, Pajero Sport e os reestilizados ASX e Outlander, a marca mostrou ainda conceitos para a picape L200 Triton
A Mitsubishi apresentou novidades para grande parte da sua linha no Salão do Automóvel. Além do recém-lançado Eclipse Cross e de conceitos da picape L200, a marca apresentou ASX e Outlander reestilizados e o inédito Pajero Sport.
Por enquanto, a Pajero Sport está em pré-venda no site da montadora pelo preço de:  R$259.990


Lançado no último mês de setembro e já à venda, o Eclipse Cross é um dos destaques do estande da japonesa. O modelo tem motor 1.5 turbo de 165 cavalos e briga com Jeep Compass, SUV mais vendido do Brasil, Hyundai New Tucson e Kia Sportage. 
Já o Pajero Sport ainda era inédito por aqui, apesar de ter sido flagrado dias antes do evento em São Paulo (SP). Trazendo a mesma mecânica da picape L200, o SUV tem motor 2.4 turbodiesel e câmbio automático de 5 marchas.
Assim como o “irmão” Eclipse, o Pajero aposta em traços polêmicos n…